por Alessandra Espanha

Visto por alguns como uma comodidade e economicamente falando muito prático – já que economiza as próprias roupas – há os que veem o uniforme de trabalho como uma imposição, uma agressão ao direito de cada um escolher o que vestir.

Há os vejam o uso do uniforme como muito prático, evitando a competição por quem tem mais roupas de grifes. Outra vantagem apontada, é que fica fácil identificar os funcionários.

Diariamente milhares de pessoas, em especial mulheres, se perguntam na frente do guarda roupa: “com que roupa vou trabalhar hoje?”.

O que vestimos é nosso cartão de visitas e reflete um pouco da nossa personalidade, portanto, advogam os contra uniforme, ao vestir-se igual a todos, perdemos uma parte importante da própria personalidade.

Porém, para os que não têm o hábito de cuidar muito da aparência, o uso do uniforme é providencial, uma forma de estar sempre bem.

Um cuidado que deve ser tomado quando a empresa adota o uniforme, é o de adequar o modelo ao tipo de trabalho realizado. O uniforme muda de acordo com o ambiente.

É certo, também, que os uniformes estão passando por uma revolução, e aqueles modelos tradicionais estão dando lugar a trajes mais elaborados e fashion.

O uso do uniforme é uma tendência mundial, sinônimo de praticidade, conforto e que serve, também, como meio de divulgação da imagem e da marca da empresa.

Os setores hoteleiro, de fast-food, de aviação assim como em outros, o uso do uniforme já é disseminado, tanto que, em algumas empresas as funcionárias podem até optar por usar saia ou calça.

Outro fator para o uniforme é o surgimento dos tecidos inteligentes. Já existem, por exemplo, tecidos antiestática, ideais para quem trabalha na fabricação de produtos eletrônicos, ou mesmo os tecidos antimicrobiais, utilizados nas cozinhas e em hospitais.

De acordo com Ana Franco, jornalista e blogueira, para escolher o uniforme certo, a empresa deverá levar em conta o objetivo da opção pela uniformização, se é a de mudar ou criar uma nova imagem empresarial ou simplesmente fazer a organização interna; qual a imagem da empresa, se ela é moderna ou conservadora; qual a temperatura do ambiente; como e quantas são as pessoas que irão usar o uniforme; se será o mesmo tipo para todos.

O ideal é chamar um consultor de moda e pedir auxílio. Agradar a todos é impossível, mas pode ser muito bom para a imagem da empresa adotar o sistema de uniformização.

A Unimed Varginha é um exemplo a ser seguido em vários aspectos e um deles é o uniforme das equipes de trabalho. Estivemos na empresa que recentemente mudou de endereço e conferimos os looks de cada setor.

Observamos que independentemente da padronização, a individualidade é apontada com detalhes simples e elegantes através de brincos, óculos, pulseiras e a própria mesa do escritório. Confira na galeria de fotos.

Gostou dos acessórios e quer dar uma renovada no seu “portfolio”? Vá até a Salve Salve e confira a sessão exclusiva de acessórios, como bijus, lenços e bolsas.

SALVE SALVE em Varginha
Loja 1: R. Dr. José de Resende Pinto, 150 – Lj 209, Vila Pinto / Telefone: 3221-5393
Loja 2: R. Delfim Moreira, 468, Centro / Telefone: 3212-9985
Loja 3: R. Delfim Moreira, 535 – Lj 17, Centro / Telefone: 3221-4534

[new_royalslider id=”217″]

Deixe uma resposta

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.