por Alessandra Espanha

A prática é comum no mundo dos negócios, convidar um cliente importante para almoçar é como descontrair o que seria uma reunião formal dentro de uma sala fechada com café, água e pontos a discutir. A etapa é uma das principais para favorecer a imagem do contato, portanto é preciso saber de alguns pontos para que tudo saia de acordo com o esperado por quem pretende ter o cliente mais próximo.

Um almoço de negócios pode ser a grande oportunidade que você esperava para apresentar aquela ideia, estreitar seus laços comerciais ou analisar uma boa proposta. Portanto, apesar do cunho informal, é um evento que deve ser tratado com cuidado para não colocar tudo a perder: nem sua negociação, nem sua imagem.

Um almoço de negócios jamais deve ultrapassar duas horas. É o limite! Também não deve ser muito rápido, é claro. Um almoço de 25 minutos é quase um lanche, ou seja, é um mau indicador. Provavelmente o negócio foi ruim. Procure estabelecer o período de 1h30min para a duração, não alugue o cliente por muito tempo, todos têm afazeres após o almoço, por mais que você queira ganhar a simpatia dele.

Num almoço com esse tempo de duração, entre o aperitivo, a comida e a sobremesa, tem-se aí uma média de 40 minutos. Muita gente come e fala de negócios ao mesmo tempo. Isso só é permitido se as pessoas se conhecem. Aí não tem problema: vão direto ao assunto, comendo e definindo os negócios.

Mas, se é a primeira vez que acontece a reunião, não se deve fazer isso. É o anfitrião que deve definir quando entrar nos assuntos relacionados ao trabalho. É ele que diz o momento, e não o convidado. Para vencer a resistência do contato e humanizar a conversa, comece por um assunto pessoal que não prejudique sua imagem, mas não se estenda nele.

Para facilitar, escolha um lugar onde você já tenha ido várias vezes e tenha um atendimento decente para tornar o encontro o mais tranquilo possível. Evite lugares muito rebuscados, muitos pratos e muitos copos podem constranger o convidado.

Siga as etapas da conversa de acordo com os pratos servidos: descontração e introdução do assunto na entrada, discussão da proposta durante o prato quente e conclusões e próximas etapas na sobremesa. Tenha bom senso para saber o momento correto de iniciar o assunto dos negócios. Não comece despejando propostas antes mesmo de a bebida chegar à mesa.

Evite restaurantes com mesas muito próximas para que as pessoas ao lado não tenham acesso aos assuntos discutidos. Mesmo que o encontro seja descontraído, jamais sugira bebida alcoólica, afinal, você está em horário de trabalho. Mas, caso tenha dúvida sobre o que beber, você pode conferir as dicas neste outro programa do Minuto Perfil WE.

É muito elegante sair da mesa pouco antes do almoço terminar e acertar a conta direto com o garçom, sem que o convidado perceba.

PERFIL WE, cada um tem o seu e nós temos as melhores dicas.

Perdeu a programação da semana?
Leia com exclusividade as dicas aqui no portal e assista este e outros vídeos no canal do Perfil WE no YouTube.

Deixe uma resposta

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.