por Andrea Fraguas

Como o próprio nome diz, quando fazemos a tradução do Inglês para o Português, dress code quer dizer código do vestir, através do qual a pessoa se comunica de maneira adequada e eficiente no seu ambiente de trabalho, criando confiabilidade e credibilidade.

Cada empresa, cada atividade irá definir o seu código do vestir no trabalho. Não se pode querer ou exigir, que um trabalhador do mercado financeiro, vista-se da mesma maneira que um engenheiro de obras, e vice-versa, logo,  há de se usar o bom senso sempre.

Porém, existem regras básicas e simples, que devem ser utilizadas de modo que o ambiente de trabalho possa ser o mais harmônico possível. Existe uma observação a se fazer:  no ambiente profissional, o que está em jogo, em primeiro lugar é a competência e a eficiência da empresa. Cada funcionário é uma parte fundamental desta engrenagem, mas  não deve querer chamar atenção para si próprio, mas criar uma imagem coerente com a empresa e ao cargo que ocupa, reforçando o sentido de equipe, a fim de que o grupo, a empresa prevaleçam.

Mulheres, principalmente, que vestem-se sensualmente para trabalhar, mostram que não são competentes, pois utilizam-se de tributos não muito adequados.

Há de se ter em mente que na Europa e nos Estados Unidos o ambiente profissional é muito mais rígido que no Brasil, por exemplo.

Aí vão algumas regrinhas que devem ser seguidas para que você cause sempre uma boa impressão e esteja adequado ao seu trabalho:

É fortemente recomendável, não usar:

-sapatos muito abertos, que deixam os pés a mostra;
-chinelos, tanto masculinos, quanto femininos;
-bermudas, shorts;
-roupas que deixem muita pele à mostra( regatas, decotes profundos e mini saia);
-transparências;
-excesso ou falta de maquiagem para as mulheres;
-barriga de fora, para ambos os sexos;
-a exposição de peças íntimas ( alças do sutiã, cuecas e calcinhas);
-excesso de brilho;
-jeans rasgado ou desbotado, com cós muito baixo que mostra partes íntimas do corpo ( o famoso cofrinho);
-camiseta de time de futebol, ou com dizeres de mal gosto;
-perfumes fortes;
-excesso de bijuterias, evitar as que fazem barulho.

Bom  caros leitores, tenho certeza que seguindo estas regrinhas básicas do código do vestir no trabalho, você não fará feio em lugar nenhum do mundo. O resto é bom senso e procurar saber um pouco da cultura de cada lugar e como as coisas funcionam na empresa que você trabalha.

Boa sorte!

Andrea Fraguas, é consultora de imagem e estilo certificada pelo FIT-NY. Sua missão é ajudar as pessoas a se sentirem bem com sua imagem pessoal.