Crianças saudáveis (e adultos também!) podem às vezes apresentar mau hálito ou halitose. Veja a seguir alguns dos principais motivos que levam a isso:

Higiene bucal ruim: é normal que bactérias vivam na nossa boca e interajam com partículas de comida localizadas entre os dentes, na gengiva, na língua e até na superfície das amígdalas. Isso pode levar ao mau hálito, especialmente se a comida ficar parada nesses lugares por muito tempo (na falta de uma boa escovação para removê-la).

Cáries, tártaro e abscessos dentários podem provocar mau hálito em crianças de qualquer idade, ao contrário da gengivite, mais comum de causar o problema em adultos.

Boca seca: se seu filho respira pela boca — por causa de um nariz entupido, por exemplo –, as bactérias na região tendem a crescer mais livremente.

Chupar dedo ou chupeta: tanto o dedo quanto a chupeta podem ficar com mau cheiro, que passa para a boca, por causa da exposição contínua a saliva e bactérias bucais. Chupetas também podem acumular resíduos alimentares.

Doença ou alergia: às vezes sinusite, amigdalite ou até alguma reação alérgica podem levar ao problema. Crianças com refluxo também tendem a ter um hálito com odor forte. Se esse for o caso, a criança provavelmente terá outros sintomas, como desconforto depois de comer.

Alimentos fortes: cebola e alho, por exemplo, podem temporariamente causar mau hálito enquanto estão sendo processados pelo corpo.

O que fazer para combater o mau hálito?

Na maioria dos casos, uma boa higiene oral resolve. Tente escovar os dentes do seu filho ao menos duas vezes por dia e antes de dormir, por, no mínimo, um minuto de cada vez. Não esqueça de escovar a língua com cuidado, e utilize só um pouquinho de pasta de dente sem flúor (não se recomenda que crianças menores de 2 anos sejam expostas ao flúor, porque, ao engolir a pasta, elas correm o risco de ter manchas nos dentes mais tarde).

Visitas periódicas ao dentista também são essenciais para garantir que os dentes estejam limpos e saudáveis. Se os dentes do seu filho estiveram em boas condições e ainda assim houver um problema de mau hálito, então será o caso de levar mesmo ao pediatra para uma investigação médica.

Lave bem as mãos da criança, com água e sabonete, assim como aqueles objetos inseparáveis, que vão sempre para a boca. Se seu filho chupa chupeta, esterilize-a na água fervendo. Claro que o melhor é convencê-lo a largar a chupeta de vez, mas essa não é uma tarefa das mais simples!

Anti-sépticos bucais devem ser usados em crianças pequenas?

Não, eles só vão mascarar o problema. O certo é realmente escovar bem os dentes e verificar se não há algum problema de saúde causando o mau hálito.

Fonte:  BabyCenter Brasil

Deixe uma resposta

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.